Crime
Empresário moçambicano libertado por falta de provas


O empresário moçambicano Bakhir Ayoob, detido há duas semanas por suspeitas de envolvimento em raptos e assassínios de empresários no país, foi libertado na terça-feira por falta de provas, noticia esta terça-feira o diário O País.

Segundo o jornal, a juíza de instrução criminal do Tribunal Judicial da Província de Maputo, Helena Mateus Kida, ordenou a libertação de Bakhir Ayoob por considerar que o mandado que a polícia usou para a sua detenção era apenas de buscas e não de prisão.

A detenção de Bakhir Ayoob, na sua residência em Maputo, foi acompanhada com muito interesse na capital, porque o empresário é casado com a filha do empresário Mohamed Bashir Suleiman, acusado em 2010 pelo Departamento do Tesouro dos Estados Unidos de ser "barão da droga".

As autoridades policiais moçambicanas vinham investigando Bakhir Ayoob por alegado envolvimento no homicídio de empresários e na onda de raptos de membros da comunidade islâmica do país.

C. da Manha