O Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) decidiu hoje fazer uma «advertência sem consequências disciplinares» ao aluno que assobiou e insultou o primeiro-ministro, numa deslocação de Pedro Passos Coelho à instituição.
Em comunicado, o ISCSP anuncia ter arquivado o processo de inquérito ao aluno, que «reconheceu ter usado expressões inapropriadas» no passado dia 28, quando Passos Coelho entrava no edifício, para assistir a uma homenagem a Adriano Moreira.
O aluno foi depois abordado por um elemento da segurança do primeiro-ministro, um agente que acabou por agredir e impedir um operador de câmara de filmar o sucedido.
Sobre este elemento da segurança de Passos Coelho corre um processo de averiguações da Inspecção Geral da Administração Interna.

Fonte: Lusa/SOL