Um bebé de 22 meses morreu afogado na piscina da casa dos pais em Amieira, Figueira da Foz. Segundo apurou o CM, Martim Lopes caiu à água no momento em que a mãe, que estava a cortar a relva do jardim, foi esvaziar o cesto.



"Quando se virou já o menino estava na piscina", conta um morador da aldeia, lembrando que "bastaram uns segundo para acontecer a tragédia". O alerta chegou ao INEM anteontem, às 18h10.

Enquanto a viatura médica se deslocava para o local, os pais iam recebendo instruções sobre o procedimento adequado para tentar salvar a criança. Mas quando os médicos chegaram já estava em paragem cardiorrespiratória. Após uma hora em manobras de reanimação, foi declarado o óbito. Os pais, funcionários de uma empresa de instalações eléctricas, "estão de rastos", dizem os vizinhos. Antes de cair à água, Martim estava na sala com o irmão, de sete anos, que fazia os trabalhos da escola. O funeral realiza--se hoje, às 11h00, na capela da Amieira.

cm