Seis homens e uma mulher, membros do gang desmantelado pela Polícia Judiciária (PJ) em Outubro de 2011 que se dedicava a assaltos a multibancos (ATM) pelo método de explosões de gás, começaram ontem a ser julgado no Tribunal de Setúbal.



Com idades entre os 28 e os 37 anos, os arguidos, que ficaram conhecidos por ‘gang do BMW’, por se fazerem transportar numa viatura desta marca, respondem ainda por vários crimes de assaltos à mão armada, nomeadamente carjackings.

O crime mais mediático do gang ocorreu a 13 de Junho de 2011, na Quinta do Anjo, Palmela. O grupo furtou 14 mil euros de um ATM com recurso a explosão, destruindo o mercado da localidade. Uma outra tentativa, ocorrida no Faralhão, Setúbal, foi abortada pela GNR. O gás usado nos crimes (acetileno e oxigénio) foi furtado de empresas de Setúbal.

cm