Pistola à cintura, o assaltante com cerca de 30 anos invadiu anteontem à tarde a dependência bancária do BPI, na Quinta do Conde, em Sesimbra, e mostrou um papel a um dos funcionários: "Estou armado. Isto é um assalto. Quero 500 euros". No banco, dois funcionários e cinco clientes ficaram aterrorizados. O assaltante, que actuou sem capuz, levou o dinheiro e não mais foi visto. A Polícia Judiciária está a investigar.



Este é, pelo menos, o terceiro assalto do mesmo homem – o assaltante ‘mudo’ – em menos de um mês. O ladrão nunca fala, limita-se sempre a mostrar o papel e depois foge. Os dois outros roubos armados aconteceram em Palmela e em Sesimbra, onde exigiu 2000 e 800 euros, respectivamente.

A actuação do assaltante ficou registada no sistema de videovigilância. O ladrão foge sempre a pé. Desconhece-se se tem algum cúmplice. "Ele entrou como um cliente normal. Tirou a senha, esteve sempre na fila e depois, quando foi falar com o funcionário é que nos apercebemos que era um ladrão", disse ontem ao CM uma testemunha.

"As pessoas ficaram assustadas, porque algumas delas chegaram a ver a pistola que estava à cintura. A GNR esteve no local, mas não conseguiu localizar o assaltante armado.

cm