O ministro das Finanças irritou hoje as bancadas da oposição ao fazer rasgados elogios aos cidadãos que se manifestaram a 15 de Setembro, considerando que o povo português se revelou o melhor povo do mundo.
Vítor Gaspar falava a meio do debate das moções de censura ao Governo apresentadas pelo PCP e Bloco de Esquerda, num discurso em que começou por enaltecer o sentido de «dignidade» de quem protestou nas ruas no passado dia 15.
«O povo português revelou-se o melhor povo do mundo e o melhor activo de Portugal», disse, traçando depois uma demarcação face aos agentes políticos e deixando-lhes mesmo uma advertência.
«Os portugueses exigem a verdade e só poderão ficar desiludidos se o que tirarem deste debate for intriga parlamentar e teatro partidário», afirmou, antes de condenar de forma genérica atitudes de «pantominice» - expressão que gerou, uma vez mais, protestos entre as forças da oposição.
Nas reacções, o deputado do PCP Honório Novo disse que «o senhor ministro das Finanças da extrema-direita económica» é «o pronto-socorro do primeiro-ministro [Pedro Passos Coelho], pondo a mão por baixo do chefe do Governo».
O deputado do Bloco de Esquerda Pedro Filipe Soares confirmou que «Portugal tem o melhor povo do mundo», mas acrescentou que «tem o pior ministro das Finanças».
Já a deputada de ‘Os Verdes’ Heloísa Apolónia colocou a hipótese de o ministro das Finanças estar «a gozar», ou então de não ter visto as imagens das manifestações de 15 de Setembro.
«Os manifestantes disseram que o senhor ministro está entre os piores do mundo», sustentou a deputada de ‘Os Verdes’.

Fonte: SOL