Morte por engano em Curitiba
Brasil: Desliga máquina errada e mata paciente

Uma auxiliar de enfermagem brasileira cometeu um erro fatal: desligou a máquina e acabou por matar por engano um doente de 38 anos.

O caso, que remonta a 28 de Agosto, foi agora divulgado pelo jornal ‘Folha de São Paulo’. Tudo se passou no Hospital Evangélico de Curitiba e a conclusão para o óbito foi dos próprios gestores do espaço, que após uma investigação, concluíram que a culpa foi da funcionária, cujo nome não foi revelado.

De acordo com o mesmo jornal, João Carlos Rodrigues estava ligado à máquina há quatro anos, vítima de uma doença degenerativa. Depois de receber uma ordem para desligar uma bomba de infusão, que permitia ao paciente receber medicação através de uma veia ou do esófago, mas acabou por desligar a máquina de respiração.

Ao saber da morte do doente, a sua mãe sofreu um enfarte agudo e também acabou por falecer.

Até ao momento desconhece-se se as autoridades vão avançar com uma acusação de homicídio.

C. da Manha