Carlos Alberto Santos da Costa, de 69 anos, saiu de casa no dia 6 de Agosto para ir ao centro de saúde próximo de casa, na Moita. Nunca mais foi visto. A família teme que o homem "esteja morto". A Polícia Judiciária está a investigar o desaparecimento.





"Já procurámos o meu pai em todo o lado e estamos a ficar desesperados. A minha mãe e eu vamos quase todos os dias aos hospitais e às morgues. Já penso em todas as possibilidades. Vivo ou morto, só queremos saber o que lhe aconteceu", desabafou ontem ao CM Carla Costa, filha do desaparecido, que tinha descoberto há pouco tempo sofrer da doença de Alzheimer.

No dia em que foi visto pela última vez, Carlos Costa estava vestido com uma camisa de xadrez e umas calças escuras.

cm