Homem, de 57 anos, foi arrastado 50 metros, depois de embater em lancil de rotunda



À beira da morte, com o corpo numa poça de sangue e uma fractura exposta numa das pernas. Foi assim que o INEM encontrou José Guerreiro, anteontem, por volta das 20h00, após um acidente de mota na avenida Sá Carneiro, em Quarteira, Loulé.

A vítima, de 57 anos, acabaria por sucumbir no local, passados poucos minutos, apesar dos esforços da equipa médica do INEM para a reanimar.

De acordo com testemunhas, José Guerreiro terá entrado "com muita velocidade" na rotunda da avenida e embateu num dos lancis. Incapaz de controlar a mota, "despistou--se e foi arrastado cerca de 50 metros, até perto dos eco-pontos, no outro lado da estrada", referiram ainda as testemunhas. Ontem de manhã, ainda eram visíveis os destroços da mota e as marcas de sangue no piso.

Segundo um amigo do motociclista, que residia no sítio dos Valados, Santa Bárbara de Nexe, Faro, José Guerreiro tinha aproveitado a tarde de domingo para dar um passeio de mota com outro amigo, que seguia atrás no momento do acidente. "Talvez tivessem bebido umas cervejas, durante a tarde, mas estavam bem e eles iam já no regresso a casa", explicou.

Além do INEM, no local estiveram os Bombeiros de Loulé e a equipa do Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação da GNR.

cm