Um incêndio florestal lavra esta segunda-feira, há mais de sete horas, em Sanradela/Vilar de Maçada, concelho de Alijó, mantendo duas frentes activas com cinco quilómetros, cujo combate está a ser dificultado pelos maus acessos, informou fonte dos bombeiros.



As chamas, cujo alerta foi dado às 14h02, já queimaram pequenas manchas de sobreiros, pinhal e giestas, em zona de serra, sem ameaçar povoações, indicou à agência Lusa o comandante dos Bombeiros de Sanfis de Douro, Malheiro Gomes, adiantando que as chamas lavram em duas frentes com cinco quilómetros.

A mesma fonte referiu que o combate ao fogo está a ser dificultado pelos maus acessos e que já foram pedidos reforços de meios.

Malheiro Gomes estima que, perante as circunstâncias, o incêndio possa estar dominado na terça-feira de manhã.

De acordo com informação do portal da Autoridade Nacional da Protecção Civil (ANPC), actualizada às 21h00, as chamas em Alijó estão a ser combatidas por 62 operacionais, incluindo 59 bombeiros, apoiados por 16 viaturas.

O fogo de Alijó é o único incêndio florestal activo em Portugal Continental, segundo a mesma informação da ANPC, que registou, desde as 00:00 de hoje, 41 fogos.

cm