Moradores exigem reabilitação urgente. Autarquia discute hoje eventuais soluções



A instabilidade e a deterioração de três prédios, um deles devoluto e em risco de derrocada, construídos há 17 anos na Quinta de Santo Amaro, na Encosta de Monte Gordo, em Vila Franca de Xira, pode levar à retirada de sete famílias, caso a autarquia não avance com uma reabilitação urgente.

Há muito que o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) alerta para o agravamento dos danos na fachada e nas paredes das caves, bem como para os abatimentos no passeio e os deslocamentos no lote 2.

No último relatório do LNEC, a que o CM teve acesso, são dadas duas opções à Câmara Municipal de Vila Franca de Xira: o reforço e a reabilitação das fundações dos lotes 1 e 2 ou a retirada dos moradores do lote 1, no caso de não se avançar com a intervenção. "Dada a inexistência de condições mínimas de segurança estrutural, considera-se que deve ser equacionada, desde já, a evacuação do lote 1", refere o LNEC.

"Os problemas começaram logo em 1995, pois o prédio tem uma estrutura fraca e o terreno é frágil. Esperamos uma intervenção rápida e sem custos", referiu ao CM um dos moradores.

A câmara de Vila Franca de Xira discute o caso hoje.

cm