Américo Mendes punido por tentar matar a companheira com três facadas dentro de casa .



Américo Mendes, de 39 anos, foi ontem condenado, pelo Tribunal da Maia, a seis anos de prisão por ter esfaqueado três vezes a companheira, em frente a um dos filhos do casal, em Fevereiro passado. Apesar dos ferimentos, a vítima sobreviveu. No julgamento, o arguido admitiu o crime, mas, para os juízes, "não mostrou arrependimento sincero".

O colectivo considerou que ficou provado que Américo tentou matar Luciana Couto, de 28 anos, numa casa no centro da Maia, e na decisão levou também em conta o historial de agressões e os constantes desentendimentos entre o casal. Segundo os juízes, a sentença - por homicídio qualificado, na forma tentada - foi agravada "por se tratar de um crime contra cônjuge" e pelo facto de o arguido ter "abandonado o local sem prestar auxílio à vítima".

No último dia 14 de Fevereiro, Américo chegou a casa e discutiu com a mulher por causa da sopa dos filhos. Pegou numa faca e atacou a mulher.

cm