A ex-namorada de João Mota, vencedor de ‘Casa dos Segredos 2’, da TVI, interpôs uma providência cautelar contra a TVI, a Endemol e a Google, exigindo que fossem retirados, de um site e de um blogue, textos e imagens que considerou difamatórios.



O processo data de 2011, aquando da participação do jovem modelo no reality show, mas está parado desde Maio de 2012, à espera de uma tradução do auto para que o tribunal possa enviar para a empresa norte-americana.

A jovem estudante do Algarve, Sandra, acusa a produtora Endemol e a TVI de terem publicado dados "falsos e difamatórios", colocando em causa o seu "bom nome e a sua integridade" .

No processo em causa, consta já a oposição da TVI e da Endemol, que negam qualquer poder editorial ou propriedade dos sites referidos. A TVI recusa as "lesões" a que se refere Sandra e diz que deve ser absolvida, mas pede que a rapariga seja "condenada" a pagar as custas judiciais.

O documento inclui ainda uma queixa contra os directores de diversos periódicos, por publicação de textos difamatórios. Neste processo, Sandra refuta todas as acusações de violência contra o ex-namorado.

Entretanto, alguns blogues dizem que a jovem interpôs um processo contra João Mota por este ter declarado que ela o agrediu. A jovem terá também processado Teresa Guilherme como "co-autora dos crimes de difamação".

cm