José Veiga apostou em Rui Rangel para enfrentar Luís Filipe Vieira nas eleições do Benfica, agendadas para o dia 26 de Outubro. Reedita-se assim uma dupla que esteve para avançar em 2009 mas que não chegou a ir a votos.



Contactado ontem pelo CM, Rui Rangel limitou-se a dizer que só na segunda-feira, numa conferência de imprensa, é que irá falar sobre as eleições das águias.

Ontem, no entanto, o CM confirmou que a recolha de assinaturas já começou a ser efectuada, junto ao Estádio da Luz.

Entre os nomes apontados para a lista de Rangel, de 54 anos, estão Fernando Tavares, antigo vice-presidente com o pelouro das modalidades, no primeiro mandato de Luís Filipe Vieira, Bagão Félix e Manuel Boto.

O CM sabe que é José Veiga quem está a liderar o processo de recolha de apoiantes para a lista liderada por Rui Rangel, sócio das águias há 27 anos. O antigo empresário de futebol e ex-director desportivo do Benfica, no primeiro mandato de Filipe Vieira, não pode encabeçar uma lista dado que não tem 25 anos ininterruptos de sócio efectivo, tal como determinam os estatutos do clube.

Segundo apurou o CM, Rui Rangel chegou a equacionar apoiar a recandidatura de Luís Filipe Vieira, que deverá ser anunciada nos próximos dias (o limite é 16 de Outubro), mas mudou de ideias. As fontes contactadas adiantaram ao CM que o juiz desembargador esperava ser convidado para integrar os futuros órgãos sociais das águias e, quando percebeu que tal não aconteceria, resolveu aceitar o convite de José Veiga. O CM sabe que, na semana passada, Rangel esteve em várias reuniões onde foi desafiado para avançar, mas mostrou-se hesitante e chegou mesmo a dizer que não o faria. Contudo, depois de ter sofrido várias pressões do grupo liderado por José Veiga, optou por reconsiderar.

No grupo de José Veiga está ainda Bruno Carvalho, candidato derrotado por Luís Filipe Vieira nas últimas eleições do Benfica, em 2009.

cm