O Departamento de Investigação e Acção Penal do Porto tem em curso dois inquéritos-crime sobre a actividade da clínica Vitaldent dos Clérigos, do Porto, explorada pela sociedade Sorriso Autêntico, Lda., anunciou esta quarta-feira fonte do Ministério Público.



Um dos inquéritos, a cargo da nona secção do DIAP, relaciona-se com queixas de mais de duas dezenas de utentes da clínica e outra, que corre termos na terceira secção, relaciona-se com uma participação da Ordem dos Médicos Dentistas.

A fonte disse que uma terceira queixa contra aquela clínica foi arquivada, mas não adiantou detalhes alusivos.

No passado dia 07 de Agosto, a Ordem dos Médicos Dentistas revelou ter apresentado na Procuradoria-Geral da República uma denúncia contra a Vitaldent por exercício ilegal da profissão.

O Bastonário dos Dentistas, Orlando Monteiro da Silva, afirmou, então, que o director clínico da Vitaldent dos Clérigos não tinha qualificações para exercer o cargo por não ser médico dentista nem médico estomatologista.

A direcção da clínica reagiu, anunciando a apresentação de uma queixa-crime "por difamação e perseguição" contra a ordem profissional.

Já em finais de Agosto, a Entidade Reguladora da Saúde informou que estava a analisar um total de 34 queixas contra a clínica Vitaldent dos Clérigos.

A Entidade Reguladora da Saúde clarificou, na altura, que se mantinha a licença de funcionamento da Vitaldent dos Clérigos, explorada pela sociedade Sorriso Autêntico, Lda., com o número 3199/2011 e emitida pela Administração Regional de Saúde do Norte.

cm