O número de roubos por esticão, em Barcelos, nos primeiros oito meses deste ano, foi três vezes superior ao registado pela PSP em igual período do ano passado. Segundo os dados oficiais da polícia, entre Janeiro e Agosto de 2011, foram três as vítimas deste tipo de crime violento, enquanto que este ano, em igual período, foram nove.



Mas não foi apenas este o crime que disparou em Barcelos: os furtos em estabelecimentos comerciais e em interior de veículos aumentaram mais de cinquenta por cento.

Nos últimos meses, a PSP intensificou o policiamento nos dias de feira, uma vez que muitos dos roubos por esticão têm lugar à quinta-feira, precisamente o dia de mercado semanal. E essa medida já deu frutos, dado que, em Agosto, foram detidos dois ladrões em flagrante.

Mas uma das maiores preocupações da Polícia vai para o exponencial aumento de arrumadores de carros, sobretudo na zona do Campo da Feira. No passado dia 9 de Agosto, Teotónio Queirós da Silva, um arrumador de 48 anos, foi morto à facada, na sequência de uma violenta disputa de território, o que originou, na cidade, um intenso debate sobre a matéria.

A polícia alegou tratar-se de um caso esporádico, mas os comerciantes dizem que as rixas entre os arrumadores são constantes, uma vez que, em poucos meses, passaram de meia dúzia para mais de duas dezenas.

De resto, a PSP realça o facto de os assaltos a residências terem caído para menos de metade (foram 51 em 2011 e 21 este ano), o que se deveu ao reforço da vigilância nas áreas residenciais.

cm