O Conselho de Governo da Madeira apresentou nesta quinta-feira queixa contra a RTP devido a uma reportagem na qual turistas são confrontados com a existência de casos de dengue na região, considerando que a situação configura um crime de "sabotagem económica".



"O Conselho de Governo Regional da Madeira apresentou queixa formal ao ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares, bem como ao presidente do conselho de administração da RTP/RDP, com conhecimento aos senhores Presidente da República, primeiro-ministro e representante da República, pelo facto de jornalistas locais daquelas estações terem aguardado turistas no aeroporto, só para interrogá-los sobre alguns casos excepcionais provocados por mordeduras de mosquitos, deslocando-se também e para o mesmo efeito à porta de alguns hotéis", lê-se na resolução aprovada.

O documento, distribuído aos jornalistas no final da reunião do Conselho de Governo, presidida por Alberto João Jardim, que decorreu na Quinta Vigia, no Funchal, sede da chefia do executivo insular, acrescenta: "O verificado, certamente que com o conhecimento do director dos centros regionais e do respectivo director de informação, qualifica um crime de sabotagem económica, não só contra o turismo e a economia da região autónoma, mas também de toda a economia nacional, no entender do Governo Regional, nada tendo a ver com qualquer dever de informar".

No passado dia 3, o Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais da Madeira tornou pública a existência de dois casos confirmados de febre de dengue, cuja transmissão ocorre através da picada dos mosquitos ‘Aedes aegypti’ quando infectados com o vírus.

Na quarta-feira, a Direcção Geral da Saúde informou haver de 18 casos de dengue na região e 11 doentes hospitalizados, aguardando confirmação laboratorial 191 casos.

A agência Lusa está a tentar obter um comentário da RTP.

cm