Arrombaram a porta de um cabeleireiro e abriram um buraco na parede da loja para assaltar a dependência do banco BPI, de Galegos S. Martinho, Barcelos. O assalto aconteceu ontem de madrugada, e os ladrões cortaram o cofre com uma rebarbadora, levando todo o dinheiro. A GNR, que está a investigar, acredita que se trata de "um grupo de profissionais" que preparou o assalto de forma "cirúrgica".



O valor roubado do cofre do BPI de Galegos S. Martinho não tinha sido, ao fecho desta edição, divulgado pela entidade bancária, que se escusou a prestar esclarecimentos.

Antes de entrarem no banco através da casa de banho do BPI, cerca das 01h30, os assaltantes, que a GNR acredita serem pelo menos quatro,desligaram todas as comunicações, bloqueando o sistema de alarme. Na vizinhança, ninguém se apercebeu de qualquer movimentação. O alerta só foi dado ao início da manhã pelas funcionárias da pastelaria no mesmo edifício comercial, que estranharam ver a porta do cabeleireiro aberta. "As meninas viram a minha porta entreaberta e ligaram-me, às 08h45, para eu cá vir. Quando cheguei, já estava aqui a GNR", contou ao CM, ainda sobressaltada, Assunção Carvalho, dona do cabeleireiro por onde os ladrões entraram.

As câmaras de videovigilância do banco registaram apenas o momento da chegada de um carro, que estacionou junto à dependência bancária. Depois disto, não há qualquer registo de movimentos. A GNR investiga.

cm