Um major da Polícia Militar brasileira, na reserva, foi preso pelas autoridades policiais de Maceió, Alagoas, por suspeita da autoria do homicídio a tiro, ocorrido a 2 de Outubro, do emigrante português Mário José dos Santos, de 42 anos.



A informação foi dada ao CM pela família da vítima, que ontem foi a sepultar no cemitério do Monte da Caparica, Almada. "A companheira do Mário falou--nos da detenção quando chegou a Portugal", explicou João Ferreira, padrinho de Mário. O detido, de 52 anos, conduzia um Fiat Palio no dia do crime e confrontou-se com Mário Santos numa discussão de trânsito, disparando 2 tiros de pistola sobre o português, para depois lhe passar com o carro por cima do corpo.

cm