O interrogatório aos 23 elementos de uma rede de carteiristas extremamente organizada, desmantelada na quinta-feira pela GNR, na Margem Sul, prolongou-se durante o todo o dia de ontem. Só hoje o Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa deverá terminar as inquirições e determinar as medidas de coacção.



Segundo o CM apurou, seis dos elementos da máfia bósnia foram interrogados e alguns estão a colaborar com as autoridades. Recorde-se que o grupo usava 33 crianças, que eram ensinadas e forçadas a roubar carteiras. Os homens controlavam onze mulheres, também detidas, que, tal como os meninos, eram levadas todos os dias para o centro de Lisboa, Fátima e outros locais turísticos com o objectivo de cometer assaltos. Foram apreendidos cem mil euros em dinheiro e dez veículos de alta cilindrada.

cm