O gasóleo e a gasolina vão ficar mais caros a partir de 1 de Janeiro por via de um aumento da contribuição para o serviço rodoviário (CSR), integrado no ISP, conforme proposta de lei do Orçamento do Estado para 2013.
O documento, entregue hoje na Assembleia da República, prevê um aumento da CSR, englobado no Imposto Sobre Produtos Petrolíferos e Energéticos (ISP), de 1,10 euros por cada mil litros de gasolina e de 2 euros por cada mil litros de gasóleo, significando na prática um aumento da tributação incidente sobre os combustíveis rodoviários.
Ou seja, se as empresas de distribuição de combustíveis não absorverem o imposto nas suas margens, a gasolina e o gasóleo deverão sofrer um aumento pela via do ISP a partir de 1 de Janeiro.
Assim, o aumento da Contribuição para o Serviço Rodoviário por cada mil litros na gasolina passa de 65,47 euros para 66,57 euros e no gasóleo passa dos 87,98 euros para os 89,98 euros.
Além disso, o Governo vai também introduzir mais uma tributação em sede de ISP sobre o gás natural não utilizado como carburante com uma taxa que varia entre 15 e 30 cêntimos por 'gigajoule', tendo incidência directa na factura dos consumidores de gás natural.
Em relação à factura de electricidade, a taxa de ISP passa para o dobro dos valores actualmente em vigor, passando dos actuais 50 cêntimos para um euro no caso das empresas e de um para dois euros em relação às famílias.

Fonte: Lusa/SOL