Dois desempregados e um marinheiro transportavam quantidade suficiente para a 190.635 doses individuais, informou PJ



Três cidadãos estrangeiros foram detidos em flagrante delito no aeroporto de Lisboa quando tentavam fazer entrar em Portugal quantidades significativas de cocaína, informou a Polícia Judiciária (PJ) na sua página de Internet.

Os detidos, com idades compreendidas entre os 18 e os 30 anos, dois desempregados e um marinheiro, foram presentes às autoridades judiciárias competentes, sendo-lhes aplicada a prisão preventiva.

Segundo a nota divulgada pela PJ, no decurso de sucessivas acções de prevenção realizadas no Aeroporto de Lisboa, a polícia deteve um casal oriundo de Punta Cana, na República Dominicana, que transportava cerca de 36,850 kg de cocaína no interior da bagagem de mão.

Num segundo caso, o detido, proveniente de São Paulo, no Brasil, transportava no interior do organismo 98 embalagens com cocaína, cujo peso ascendia a 1,277 quilogramas.

De acordo com a mesma fonte, o detido teve de permanecer internado no hospital durante quatro dias.

A quantidade global de cocaína apreendida nestas detenções corresponderia a 190.635 doses individuais.

cm