Identificando-se como funcionários da EDP, os burlões entram em estabelecimentos comerciais e pedem dinheiro aos proprietários pela existência de supostas irregularidades. Um dos elementos, de 36 anos, acabou anteontem detido em flagrante por agentes da PSP, em Alfragide, Amadora, depois de ter pedido a um lojista 1500 euros, devido a uma irregularidade no contador. Outros três estão já identificados pela polícia.



Foi anteontem pelas 11h45 que a detenção por burla qualificada aconteceu, no decorrer de uma investigação da PSP da Amadora, em coordenação e com troca de informação com a Divisão de Loures. Através de uma operação de vigilância, um dos burlões acabou detido. Estão todos referenciados por crimes semelhantes. O detido foi ouvido em tribunal e ficou sujeito a termo de identidade e residência como medida de coacção.

cm