1. #1
    Avatar de RoterTeufel
    Registo
    Oct 2006
    Idade
    51
    Posts
    104.018

    Padrão Europa: Presidente francês defende mudança de políticas

    Europa: Presidente francês defende mudança de políticas
    “Não pode haver só austeridade”


    Em entrevista a jornais de vários países europeus, o presidente francês, François Hollande, defendeu que é tempo de "oferecer a portugueses e espanhóis mais do que austeridade".

    Falando em vésperas do Conselho Europeu de hoje e amanhã, Hollande defendeu ainda que os países que "estão em superavit devem relançar a procura interna mediante o aumento dos ordenados e uma baixa de impostos, pois essa é a melhor forma de exprimirem a sua solidariedade".

    Sobre o papel da França na alteração das políticas europeias, considerou que o seu país "é o nexo de união entre a Europa do Norte e a do Sul", cabendo-lhe por isso a "responsabilidade de conseguir o compromisso entre desendividamento e crescimento". Por isso, reiterou, "é preciso dizer sem descanso aos nossos parceiros que a austeridade não é uma fatalidade", pois não é correcto impor "prisão perpétua" a países que já sacrificaram muito.

    Em tom crítico, Hollande referiu que as dívidas não podem ser combatidas "quando no mesmo espaço monetário há países a financiarem-se a 1% a dez anos e outros a 7%".

    Depois, numa nota de optimismo, considerou que a Grécia não sairá do euro e que o fim da crise está próximo. Mas é preciso acelerar "a mutualização parcial das dívidas com eurobonds". E lembrou que "a solidariedade é paga por todos, não é só pelos alemães".

    PORTUGAL PODE SEGUIR GRÉCIA

    A saída da Grécia da Zona Euro poderia arrastar Portugal, Espanha e Itália, com consequências desastrosas para a economia mundial, concluiu o Instituto Prognos AG, num estudo divulgado pela fundação alemã Bertelsmann.

    Só a saída de Grécia e Portugal acarretaria perdas de 225 mil milhões de euros para a Alemanha até 2020 e o não pagamento de dívidas de 99 mil milhões de euros, com perdas no crescimento global de 2.4 mil milhões de euros. Refira-se que na Grécia, a braços com uma austeridade que pôs milhares no desemprego, tiveram início ontem dois dias de greve geral. Paralelamente, gregos, portugueses, espanhóis, malteses e cipriotas vão coordenar greves gerais no próximo dia 14 de Novembro.

    C. da Manha



  2. #2
    Avatar de zapa
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    386
    gostei das palavras.......... e que tal passar aos actos???????

Tópicos Similares

  1. Respostas: 0
    Último Post: 17-12-2010, 17:56
  2. Respostas: 1
    Último Post: 24-10-2009, 02:55
  3. Passos Coelho defende mudança no país
    Por brunocardoso no fórum Arquivos
    Respostas: 0
    Último Post: 22-11-2008, 13:50

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar