Quando Ana Lopes, de 17 anos, e Ricardo Silva, de 16, viram ontem de manhã as chamas a saírem das janelas de uma casa, na rua França Júnior, junto ao mercado de Matosinhos, não hesitaram: juntamente com um cliente da panificadora, situada no rés- do-chão da moradia, arrombaram a porta de entrada e resgataram um casal idoso que estava já rodeado pelas chamas. Alípio Santos, de 85 anos, e a mulher Albertina, de 79, sofreram diversas queimaduras de 1º e 2º graus e foram hospitalizados.



"Eram quase 08h00 e eu e a Ana íamos para a escola. Vimos as chamas a saírem da casa e um cliente que estava na panificadora gritou que estava tudo a arder. Com a ajuda dele, arrombámos a porta e tirámos os idosos. Estavam no quarto já em chamas e a senhora tinha o cabelo a arder", contou Ricardo Silva.

Os idosos, que viram o fogo deflagrar no quarto onde dormiam, ao que tudo indica devido a um curto-circuito, ficaram assustados e não paravam de chorar. "Eles estavam em pânico, porque a casa estava toda a arder e não viam forma de escapar. A senhora chorava muito, já cá fora demos-lhe água e pedimos que tivesse calma", disse Ana Lopes.

As chamas destruíram toda a habitação e danificaram ainda a panificadora situada no rés-do--chão do mesmo edifício. Os idosos serão acolhidos em casa de uma filha. "A moradia ficou sem condições, não conseguimos salvar nada", explicou Mário Cruz, chefe de secção dos Bombeiros de Matosinhos-Leça

cm