1. #1

    Registo
    Nov 2010
    Posts
    13.361

    Padro A minha filha ficou sem almoo por 0,73

    A me da criana de cinco anos que ficou sem almoo na EB1/Jardim de Infncia da Abelheira, Quarteira, garante que apenas falhou o pagamento dos almoos da filha porque " hora que sai do trabalho a secretaria da escola j est fechada".



    Teresa Francisco reage assim s acusaes da direco do Agrupamento de Escolas Dr Laura Ayres, que a considera responsvel pela situao. "Trabalho das 09h00 s 17h00 e pediram-me para ir buscar a minha filha s 11h30. Eu avisei que estava a trabalhar e no podia mesmo ir busc-la. No dia seguinte, tive de pedir a uma colega para ir l pagar a dvida." Assume que a criana no esteve no refeitrio a ver os colegas a comer, mas continua a criticar a deciso da directora Conceio Bernardes. " humilhante porque os colegas foram almoar ao refeitrio e ela ficou na sala a comer uma sandes", considera.

    A criana, de origem angolana, est inserida no escalo B e s paga metade do almoo, que custa 1,46 euros. "A minha filha no almoou apenas por 73 cntimos", lamentou.

    Segundo Jos Joaquim Pedreira, da Associao de Pais e Encarregados de Educao, esto a ser feitos esforos para se "perceber qual o contexto familiar" e, se for necessrio, "a criana pode passar para o escalo A", em que as refeies so gratuitas. J o presidente da Junta de Quarteira, Jos Mendes, entende que "a Comisso de Proteco de Crianas e Jovens devia ter sido avisada antes de ser cortado o almoo".

    FUNCIONRIOS LEVAM COMIDA

    A comida que sobra nas cantinas do Agrupamento de Escolas Dr Laura Ayres "levada para casa pelos funcionrios ou por alunos carenciados, para no ir para o lixo", referiu ao CM o presidente da Junta de Quarteira, Jos Mendes, que anteontem questionou a directora, Conceio Bernardes, no conselho geral do agrupamento.

    "Como esses alimentos no podem ser armazenados de um dia para o outro muitas vezes impossvel entreg-los a instituies de solidariedade, apesar de ter sido feita essa oferta", explica o autarca.

    Jos Joaquim Pedreira, da Associao de Pais e Encarregados de Educao, garante mesmo que " frequente" os alunos levarem refeies para casa.

    Nas restantes escolas do Algarve, segundo o director regional de Educao, Alberto Almeida, "a comida que sobra distribuda normalmente por alunos ou pessoas carenciadas e referenciadas pelas instituies".

    NOVA PETIO NA INTERNET PARA APOIAR DIRECTORA

    Foi criada ontem na internet uma petio para apoiar a directora do Agrupamento de Escolas Dr Laura Ayres, Conceio Bernardes. hora de fecho desta edio, contava com cerca de 270 subscries. Contactado pelo CM, Jos Joaquim Pedreira, da Associao de Pais e Encarregados de Educao, garantiu que a "moo de confiana no partiu da associao, mas que, "juntamente com muitos outros pais, j a assinou".

    Por coincidncia foi ontem retirada a petio que exigia a demisso da directora, Conceio Bernardes.

    cm

  2. #2

    Registo
    May 2010
    Idade
    33
    Posts
    2.278

    Padro Re: A minha filha ficou sem almoo por 0,73

    palhaada.. eu se fosse funcionrio pagava o almoo menina...

  3. #3

    Registo
    Nov 2010
    Posts
    13.361
    o mundo co !!!

Tpicos Similares

  1. [Lenda] Minha Filha uma Bruxa
    Por edu_fmc no frum Relatos, mitos & lendas paranormais
    Respostas: 0
    ltimo Post: 25-03-2010, 12:20
  2. Maneli emprenhou minha filha...
    Por Nelson14 no frum Arquivos
    Respostas: 0
    ltimo Post: 26-12-2009, 17:13

Permisses de Postagem

  • Voc no pode iniciar novos tpicos
  • Voc no pode enviar respostas
  • Voc no pode enviar anexos
  • Voc no pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar