EUA: Sede da Reserva Federal era o alvo
FBI engana terrorista

Quazi Mohammad Nafis, o terrorista islâmico detido quarta-feira em Nova Iorque quando tentava fazer explodir a sede da Reserva Federal, estava há meses sob vigilância do FBI. O seu cúmplice era um agente infiltrado que lhe forneceu explosivos falsos.

O terrorista, nascido no Bangladesh, foi detido quando carregava no detonador para fazer explodir aquilo que julgava ser um carro armadilhado com mais de 500 quilos de explosivos no coração de Manhattan. Não sabia era que estava a ser seguido há muito pelo FBI e que a ‘bomba’ era falsa.

Nafis, de 21 anos, chegou aos EUA em Janeiro e recrutou um ‘cúmplice’ nas redes sociais, a quem disse que estava em contacto com a al-Qaeda. Na sua lista de alvos, estavam o presidente Obama e a Bolsa, mas escolheu a Reserva Federal por ter menos segurança. n *com agências

C. da Manha