Os três homens que na madrugada de 11 de Janeiro assaltaram o futebolista Ricardo Quaresma, e um amigo, quando estes conversavam dentro do Audi R8 do jogador, em Chelas, começam terça-feira a ser julgados em Lisboa. O jogador do clube turco Besiktas já confirmou presença na segunda sessão.



Além de enfrentarem acusações de roubo qualificado, pela unidade especial do DIAP, os suspeitos são ainda alvo de pedido de indemnização cível por parte de Quaresma, que quer ser ressarcido dos danos patrimoniais que sofreu – ficou sem um brinco de diamantes, um relógio, um fio de ouro, um Iphone e oito mil euros. Recorde-se que o futebolista e o amigo foram ameaçados com caçadeira pelo gang desfeito pela PJ.

cm