Uma mulher de cerca de 50 anos lançou, anteontem à tarde, um falso alarme de rapto, ao dizer a um segurança do Albufeira Shopping, nessa cidade, que a neta, de sete anos, tinha sido raptada por um homem, naquele espaço comercial. O indivíduo em causa era, afinal, o companheiro da mãe da criança, com quem esta costuma estar.



Segundo o CM apurou junto de fonte da GNR, que chegou a desencadear uma operação para localizar o alegado raptor, e que se prolongou até ao cair da noite, os militares acabaram por concluir que "não tinha acontecido qualquer crime".

"A criança estava com a avó e cruzou-se com o companheiro da mãe no referido centro comercial. Como conhece bem o senhor e gosta dele, a criança foi ter com ele e já não o quis largar, o que desagradou à avó", esclareceu a mesma fonte da GNR.

"A criança não foi raptada, nem sequer subtraída", frisou ainda a mesma fonte.

cm