Putin diz que negócio é "bom" para economia russa
Petrolífera BP vende 50% da TNK-BP à gigante estatal russa Rosneft


Empresa garante quase um quinto do gigante energético público russo e assegura o acesso a recursos estratégicos no Ártico

O grupo petrolífero britânico BP anunciou esta segunda-feira a venda de 50% da sua participação na TNK-BP à petrolífera russa Rosneft, em troca de 17,1 mil milhões de dólares e acções que representam 12,84% do capital na Rosneft.

O grupo britânico acrescentou que vai assegurar dois lugares no conselho de administração da Rosneft e que deverá utilizar mais 4,8 mil milhões de dólares (cerca de 3,67 mil milhões de euros) para comprar 5,66% suplementares da Rosneft ao Estado russo, elevando a sua participação total para os 19,75%, incluindo os 1,25% que já possui.

A BP ficará, assim, com quase um quinto do gigante energético público russo e assegura o acesso a recursos estratégicos no Ártico. A petrolífera adiantou ainda que apoia a Rosneft na sua pretensão de adquirir os restantes 50% da TNK-BP que estão nas mãos do consórcio de magnatas russos AAR. Os russos da Rosneft irão transformar-se no primeiro produtor de petróleo mundial cotado em Bolsa.

O presidente russo Vladmir Putin já fez saber que aprova o acordo entre a BP e a Rosneft, considerando que este "é bom" para a economia russa.


C. da Manha