O furto em interior de veículos está a preocupar os moradores de Vila Nova de Gaia, principalmente os da zona histórica, embora as autoridades verifiquem uma diminuição deste tipo de crime (23%). Só este ano, a PSP registou 198 ocorrências deste género. A solução passa por reforçar o policiamento e a iluminação.



"Já me assaltaram o carro duas vezes. Agora até evito vir para o centro e prefiro vir de metro", desabafou Isabel Silva.

A preferência pelo furto nos carros prende-se com o facto de as viaturas estacionadas serem um alvo fácil para ladrões, associados à toxicodependência. As freguesias mais fustigadas pela criminalidade em geral são Santa Marinha - com uma média de 98 crimes por mês - e Mafamude - com 90. São as mais centrais e populosas do concelho. A avenida da República é a que tem mais ocorrências (125). "Tenho o negócio há mais de 10 anos e cada vez sinto mais insegurança", diz Pedro Marques, dono de uma loja em Mafamude.

Em relação ao primeiro semestre de 2011, o número de crimes este ano é semelhante: passou de 1121 para 1128.

cm