Laura Ferreira estava quase a entregar o fio de ouro a um burlão, quando os vizinhos se aperceberam e saíram à rua em seu socorro. Com o esquema frustrado, o homem, com cerca de 50 anos, e um cúmplice que o aguardava no carro fugiram.



Esta é a terceira vez que os moradores da rua da Aldeia, no lugar de Nadais, em Escapães, Santa Maria da Feira, evitam burlas. "A vizinha da frente começou aos gritos, e os outros moradores vieram logo em meu socorro", explica Laura, de 65 anos, que recebe uma pensão de invalidez. "Agora tenho muito medo de estar em casa sozinha", acrescenta.

Os burlões abordaram a vítima cerca das 16h00 de anteontem, apresentando-se como assistentes sociais da câmara municipal. "Prometeram dar-me um cartão para ter medicamentos de graça e aumentar-me a reforma", conta a vítima

A confiança estava ganha, e logo disseram que tinham de levar o ouro que a mulher tivesse para colocar um contraste novo que, segundo eles, era agora obrigatório por lei; mas a intervenção da vizinha evitou que a vítima lhos entregasse.

"Esta é a terceira vez este mês, mas nós estamos atentos e daqui eles não levam nada, porque não deixamos", garante o vizinho Manuel Mota.

cm