A dívida pública portuguesa aumentou de 112 para os 117,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro para o segundo trimestre do ano, sendo a terceira mais elevada da União Europeia, segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat.
Os dados trimestrais da dívida pública do gabinete oficial de estatísticas da UE revelam que, além de ter a terceira dívida pública mais elevada, Portugal também registou a terceira maior subida entre o primeiro e o segundo trimestres do ano (5,5 pontos percentuais), apenas atrás de Grécia (13,4) e Chipre (8,3).
Comparativamente ao segundo trimestre do ano passado, a dívida pública portuguesa aumentou 10,8 pontos (era então de 106,7%), o que representa a segunda maior subida, apenas superada por Chipre (mais 16,5).
Em termos gerais, no final do segundo trimestre, a dívida pública subiu tanto na zona euro, de 88,2% para 90% do PIB, como no conjunto da UE, de 83,5 para 84,9%, o que o Eurostat justifica em parte com os empréstimos de Estados-membros aos países sob programa de ajuda.
Os números agora divulgados mostram que as maiores dívidas públicas pertencem a Grécia (150,3%), Itália (126,1), Portugal (117,5) e Irlanda (111,5), enquanto as menores são as da Estónia (7,3), Bulgária (16,5) e Luxemburgo (20,9).

Fonte: Lusa/SOL