Bruno Mendes, o pastor de 34 anos que atropelou mortalmente dois militares da GNR a 9 de Outubro, na A23, em Maçainhas, Belmonte, continua internado em estado de coma nos Hospitais da Universidade de Coimbra. O pastor tinha roubado a carrinha à patroa com a qual causou o acidente. Seguia a 190 km/hora.



"Confirmamos que o doente se encontra internado no Serviço de Medicina Intensiva, está ventilado e com prognóstico reservado", adiantou ao Correio da Manhã o gabinete de comunicação do hospital.

As autoridades esperam assim por uma evolução favorável do estado de saúde do pastor, para poderem realizar o interrogatório e percebe- rem o que realmente aconteceu no dia do trágico acidente.

O 2º sargento Nuno Andrade, de 30 anos, que estava com os colegas a sinalizar o trânsito na auto-estrada e que ficou ferido, também continua hospitalizado. Tem várias fracturas e lesões em diversas partes do corpo, mas está livre de perigo.

Recorde-se que no violento acidente morreu o guarda José Barrancos, de 32 anos, e o cabo Marco Cruz, de 33 anos. A carrinha roubada conduzida pelo pastor terá entrado em despiste e atropelou mortalmente os militares.

cm