Reconstrução após furacão Sandy
UE disponibiliza-se para apoiar Caraíbas


A União Europeia apresentou condolências às populações afectadas pelo furacão Sandy nas Caraíbas e mostrou-se disponível para apoiar os esforços de reconstrução na região, informa um comunicado.

"Nós desejamos apresentar as nossas sinceras condolências às populações do Haiti, Cuba, Jamaica, República Dominicana e Bahamas, particularmente aquelas que perderam pessoas próximas e que foram afectadas pelos efeitos desastrosos do furacão", pode ler-se no comunicado conjunto da alta representante da UE, Catherine Ashton, e da comissária responsável pela gestão de crises, Kristalina Georgieva.

"A UE está pronta a ajudar os esforços de reconstrução. Continuamos também a apoiar projectos de prevenção de catástrofes e de redução de riscos nos países vulneráveis das Caraíbas e de outras regiões sujeitas a catástrofes", acrescentam.

O furacão Sandy fez 59 mortos nas Caraíbas, sobretudo no Haiti e em Cuba, e aproxima-se agora da Costa Leste dos Estados Unidos.


C.da Manha