Polémica
Polícia britânica anuncia detenção Gary Glitter


A polícia britânica anunciou este Domingo a prisão de um homem por suspeita de abusos sexuais, que a imprensa identifica como o cantor de rock Gary Glitter, no âmbito da investigação sobre o apresentador televisivo Jimmy Saville.

As autoridades afirmaram ter prendido um homem na sua casa, em Londres, embora não tenham divulgado a sua identidade. No entanto, a BBC e a Press Association indicaram que se trata de Gary Glitter, condenado em 1997 por posse de pornografia infantil.

Gary Glitter, cujo nome verdadeiro é Paul Gadd, ficou conhecido a partir da década de 1970 como um dos nomes de sucesso do "glam rock", género onde pontuavam nomes como Roxy Music, Slade ou T-Rex.

A detenção, efectuada ao início da manhã, está ligada aos alegados abusos sexuais cometidos pelo falecido apresentador Jimmy Saville, segundo um porta-voz da Scotland Yard.

Embora a maioria dos alegados abusos tenham sido cometidos só por Saville, alguns envolvem o apresentador e outros suspeitos não identificados, segundo testemunhos prestados por algumas das vítimas.

As alegações contra Saville mergulharam a BBC numa crise e destruíram a reputação de um homem que foi um dos seus mais famosos rostos durante décadas e que morreu no ano passado, com 84 anos.

Gary Glitter foi condenado no Vietname, em 2006, por ter cometido "actos obscenos com crianças", tratando-se de raparigas de 10 e 11 anos, bem longe dos tempos em que vendia milhões de discos graças a êxitos como "Rock and Roll (parts 1 and 2)".

C.da Manha