Diogo Matos, o bombeiro da corporação da Aguda que sofreu um acidente há uma semana na A29, em Gaia, continua internado em estado grave no Hospital Eduardo Santos Silva. O jovem de 21 anos, que seguia na ambulância com o chefe Fernando Reis, que faleceu, tem registado melhorias, mas está em coma induzido.



Recorde-se que Diogo Matos e o chefe Reis, de 49 anos, foram chamados no dia 21 de Outubro, pelas 09h30, para assistirem uma funcionária de uma escola em Arcozelo, que se queixava de fortes dores na barriga. Durante o caminho para o hospital, o chefe Reis perdeu o controlo da ambulância que conduzia, tendo a viatura colidido contra um rail.

cm