Um menino, de cinco anos, terá sido abusado sexualmente pelo seu próprio padrasto no interior da casa onde residem, na zona da Amadora.



O agressor, de 68 anos, acabou detido na residência por inspectores da Directoria de Lisboa e Vale do Tejo da Polícia Judiciária, que foram alertados para o crime pela actual companheira do pedófilo. Presente a um juiz, o suspeito saiu em liberdade, com proibição de contactos com a vítima.

Foi a mãe da criança quem desconfiou dos eventuais abusos sexuais, pelo que fez uma denúncia à polícia. Tudo indica que o agressor sexual esperava para estar sozinho com a criança, na casa onde a família vive, para cometer os abusos sobre o enteado.

As autoridades policiais suspeitam de que o pedófilo tenha abusado sexualmente do menino em mais do que uma ocasião.

Dada a natureza do crime, a investigação ficou entregue à Polícia Judiciária.

cm