Carla Sofia, jovem de 25 anos, viveu anteontem à noite uma hora de terror às mãos de um gang armado, na Quinta do Anjo, em Palmela.



Ameaçada com revólveres, duas catanas e um espeto, viu quatro homens e duas mulheres invadirem-lhe a casa e a dos seus cunhados – que são contíguas, dentro de uma vivenda. Ainda na Margem Sul, mas na Sobreda, uma outra família foi atacada por quatro homens armados.

“A minha cunhada ouviu alguém a bater no portão e foi ver. Mal abriu a porta eles forçaram logo a entrada. Ameaçaram-na a seguir com as armas”, começou por contar ao CM Telma Maurício, 36 anos, que mora numa das casas com o companheiro.

“Levaram-me duas motos de alta cilindrada [Yamaha YZF 1000 e Yamaha R6], uma televisor, uma PlayStation e um portátil. A minha cunhada ficou sempre no quintal, vigiada, e não conseguiu fazer nada. Chegou a gritar e nessa altura deram-lhe pontapés na cabeça – não queria que lhe levassem um carro e uma moto acelera”, contou Telma.

A GNR de Palmela chegou rapidamente ao local, mas os ladrões já tinham fugido.

Já pelas 02h00 de ontem, um homem, cerca de 40 anos, foi dominado à porta do prédio, na Sobreda.

Dois homens manietaram-no e outros dois, após retirarem as chaves, subiram até à casa da vítima, onde estavam a mulher e dois filhos, a dormir.

A mulher foi ameaçada com a arma mas os ladrões fugiram pouco depois. Levaram apenas uma pequena mala pessoal que o homem transportava, com documentos e cerca de 20 euros. A PJ investiga ambos os casos

cm