Alexandre de Oliveira, violador brasileiro e clandestino em Portugal, 34 anos, foi detido pelo SEF, em Loures, a 18 de Outubro. Mas sabe-se agora que foi Sebastião Rodrigues dos Santos, um empresário brasileiro cuja filha foi violada aos 17 anos, em 2005, a 500 quilómetros de São Paulo, em Birigui, que descobriu a morada do predador sexual e o denunciou às autoridades brasileiras.



O caso estava a ser investigado, no Brasil, mas em 2007 foi arquivado por falta de provas. O pai da rapariga decidiu investigar por conta própria. "Mergulhei na história de cada suspeito", disse ao jornal ‘Folha de São Paulo’.

Descobriu que o suspeito tinha um filho e pediu à polícia que fosse feito um teste de ADN à criança. O resultado era compatível com o ADN encontrado no sémen do violador da filha. O empresário usou as redes sociais e um detective particular – descobriu a morada de Alexandre de Oliveira em Portugal e denunciou-o. As autoridades, via Interpol, contactaram o SEF. O violador está preso em Lisboa à espera de decisão sobre extradição para o Brasil.

cm