Moradores e comerciantes dos Olivais, em Lisboa, queixam-se da invasão de ratazanas e dos maus cheiros provocados pelo fecho do supermercado ACSantos. A superfície comercial fechou há um ano e desde então o material deixado nas instalações apodrece. O caso está em tribunal.



"Tem dias em que o cheiro é insuportável, ontem, por exemplo, não se podia estar na papelaria" contou ao CM Manuela Canelas, 64 anos, porteira do prédio onde está inserido o supermercado. "Agora temos menos clientes porque se queixam do cheiro. Quando chove é demais" relatou João Carvalho, proprietário do café Amarelinho.

Também na rua é insuportável circular com os cheiros provenientes das condutas de circulação de ar. Fonte da Câmara de Lisboa disse que não pode intervir por ser uma questão de propriedade privada.

cm