O Centro de Reabilitação Física em Caldas de S. Jorge, Santa Maria da Feira, está ilegal. A Entidade Reguladora da Saúde já efectuou uma inspecção às instalações e iniciou um processo de avaliação. Os dados serão esta semana comunicados à Autoridade Tributária Aduaneira, ao Ministério Público e à Ordem dos Médicos.



O responsável do centro, Manuel Baptista, ter-se-á intitulado neurologista e prometido, a troco de uma mensalidade de até seis mil euros, progressos na recuperação de doentes. Terá ainda alterado a prescrição dos remédios.

"Tenho e-mails assinados por ele, como doutor, a alterar a prescrição da minha mãe e a pedir ao médico de família para passar as receitas que ele entendia", denuncia José Pinheiro, de 48 anos, filho de uma doente que sofreu vários acidentes vasculares cerebrais e que está internada no centro.

A Autoridade de Saúde do ACES Feira/Norte determinou "a suspensão dos tratamentos de fisioterapia", mas não encerrou as instalações. Às famílias dos doentes terá sido exigido a assinatura de um termo de responsabilidade. O Correio da Manhã contactou Manuel Baptista, que remeteu explicações para mais tarde.

cm