Cardoso dos Reis, antigo presidente da CP e da Refer, depõe a favor de Carlos Vasconcelos .



Cardoso dos Reis, antigo presidente da CP cuja demissão foi travada por Armando Vara junto de Sócrates, vai ser ouvido amanhã no Tribunal de Aveiro, onde decorre o julgamento do caso Face Oculta, enquanto testemunha abonatória do arguido Carlos Vasconcelos. Será ainda ouvido Manuel Frasquilho, que ocupou o mesmo cargo naquela empresa pública.

Testemunha abonatória do arguido Carlos Vasconcelos, Cardoso dos Reis viu a sua posição na empresa pública ser "salva" pelo antigo vice-presidente do BCP. A sua demissão tinha sido ordenada pela ex-secretária de Estado Ana Paula Vitorino, mas Vara telefonou a José Sócrates e comentou o assunto, acabando por desautorizar a ex--secretária de Estado. O poder de influência de Vara junto do ex-primeiro ministro foi exposto logo na segunda sessão do julgamento, ainda no ano passado.

Do desfile de ‘estrelas’ que vão passar pelo Tribunal de Aveiro fazem parte a ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, o ex-ministro das finanças, Teixeira dos Santos, a eurodeputada Edite Estrela, Emídio Rangel, ex-director da SIC, e Fernando Gomes, presidente da FPF.

cm