Entre advogados, autarcas e populares, foram cerca de 500 os manifestantes que protestaram ontem, em Chaves, contra a perda de competências do tribunal local para Vila Real.



"A população não tem meios para se deslocar. Não há comboios ou metro e os gastos com combustíveis e portagens são elevados", disse ao CM Márcia Teixeira, líder da Delegação de Chaves da Ordem de Advogados. O convite à ministra da Justiça para visitar a cidade já foi feito, mas não houve resposta.

As populações de Chaves, Boticas, Montalegre e Valpaços – representadas pelos autarcas – reclamam, segundo Márcia Teixeira, "que o interior tem direito à Justiça, de igual forma que o resto do País".

cm