Aproveitaram a fragilidade psicológica de uma jovem de 23 anos, que tinha perdido o contacto com a família, e prometeram ajudá-la. Porém, o casal, de 33 e 35 anos, e uma amiga, de 58, tinham outras intenções para a vítima. Durante três anos obrigaram-na a prostituir- se numa pensão, no Porto, e a fazer entregas de droga. Sempre que negava algum serviço, era ameaçada com armas.



Os três suspeitos de lenocínio agravado, tráfico de drogas e armas foram detidos anteontem pela Divisão de Investigação Criminal da PSP, após averiguações iniciadas há seis meses. Nas buscas, em Gaia, os agentes encontraram uma pistola dissimulada numa caneta, uma pistola de alarme, três punhais, duas carabinas, nove quilos de cartuchos, assim como várias doses de haxixe e liamba.

Segundo o CM apurou, os suspeitos estavam desempregados e faziam da escrava sexual a grande fonte de rendimento, forçando-a a prostituir-se diariamente. Os detidos foram ontem presentes a tribunal e ficaram em liberdade.

cm