A irmã do ex-avançado portista Hulk, Angélica Vieira, de 22 anos, raptada segunda-feira em Campina Grande, Brasil, e libertada um dia depois, terá prometido a um dos sequestradores pagar-lhe o dobro do que ia receber pelo rapto se a libertasse.



Ao ser apresentado pela polícia à imprensa, José Elinton disse que os mentores do rapto, Hélio Pereira da Silva, dono do restaurante onde Angélica trabalhava, e Rudulfo Sinfrónio, candidato a vereador derrotado nas municipais de Outubro, lhe tinham prometido 1150 euros para participar no crime. No entanto, Angélica convenceu-o a libertá-la prometendo pagar o dobro.

Segundo a polícia, Hélio e Sinfrónio, endividados, planearam o rapto para conseguirem dinheiro rapidamente. O candidato a vereador continuava ontem a monte.

cm