Despejos facilitados e contratos mais curtos são algumas das novidades inscritas na nova lei do arrendamento, que entra em vigor na segunda-feira. Com o objectivo de dinamizar o mercado, a nova lei possibilita ainda a criação de uma taxa liberatória, para incentivar os senhorios a arrendar.



Ontem, a ministra Assunção Cristas garantiu que as comunicações de despejo continuam a ser feitas por carta ou notificação presencial, recusando o uso de e-mail, como foi noticiado. O Balcão Nacional de Arrendamento entra em vigor até ao final do ano.

cm