Um incêndio deflagrou ontem, pelas 00h15, na porta de um apartamento na av. Mouzinho Albuquerque, em Santa Apolónia, Lisboa. Não estava ninguém em casa.



Segundo os moradores, trata-se de fogo posto e apontam o dedo a uma família que, a 2 de Julho deste ano, matou com cinco tiros Alexandre Ordonhas, habitante daquele prédio. A mesma família que, em Maio, já tinha atacado à facada e a tiro e ameaçado de morte Alexandre e a sua mulher.

Ainda de acordo com os moradores, desde o dia 1 que os suspeitos andam a causar problemas, tendo mesmo mexido no gás do prédio.

As chamas foram extintas antes da chegada dos Sapadores. A casa ficou sem condições de habitabilidade. A Protecção Civil foi chamada ao local por se tratarem de casas da Câmara Municipal.

A PJ está a investigar as causas do incêndio.

cm