As pessoas mais propensas a alergias devem manter-se distantes dos telemóveis Blackberry, pois segundo vários especialistas em alergias estes aparelhos são têm mais tendência para provocar alergias aos seus utilizadores, do que os outros smartphones, devido à presença de níquel (um metal potencialmente alergénico) na sua constituição.

O alerta partiu de especialistas do Colégio Americano de Alergia, Asma e Imunologia, durante o seu encontro científico anual. Os especialistas terão experimentado várias marcas desmartphones, procedendo à avaliação por quantidade de cobalto e níquel, dois metais potenciais para causar alergia.

«Cerca de um terço de todos os Blackberry contém níquel, mas nem níquel nem cobalto foram encontrados em iPhones ou Androides», afirmou a alergologista Tania Mucci, que acrescentou:

- Ambos os metais podem provocar reações alérgicas como manchas secas e comichão nas bochechas, na linha do maxilar e nas orelhas.

Segundo os especialistas os modelos mais antigo – atualmente menos populares no mercado – cerca de 91 por cento contém níquel e 52 por cento acusou a presença de cobalto.

O níquel pode ser encontrado em vários objetos, e são vulgarmente usados em moedas, joias e até mesmo maquilhagem. Cerca de 17 por cento das mulheres sofre de alergias a este metal, enquanto apenas 3 por cento dos homens são afetados. Os sintomas podem incluir vermelhidão, inchaço, comichão, eczema, bolhas e nos piores casos, chagas.

Os especialistas recomendam aos utilizadores de aparelhos Blackberry, sensíveis a alergias, que evitem conversas prolongadas ao telefone e que não passem muito tempo a escrever mensagens ou emails.








a bola