É este domingo [ hoje ] disponibilizado na Internet, através do YouTube, o filme de promoção de Portugal que autoridades de Berlim recusaram divulgar por razões políticas.



O vídeo intitulado, "Ich bin ein berliner", visava divulgar junto do povo alemão uma imagem correcta de Portugal. Segundo o comentador político e um dos promotores do filme, Marcelo Rebelo de Sousa, "o povo alemão tem uma péssima ideia dos portugueses".

O trabalho que contou com a colaboração do dirigente do PSD, Rodrigo Moita de Deus, será também divulgado segunda-feira em Lisboa, nos grandes ecrãs de divulgação turística localizados no percurso que a chanceler alemã, Angela Merkel, irá efectuar entre o aeroporto de Lisboa e o Centro Cultural de Belém.

Rodrigo Moita de Deus disse ao CM que "o vídeo divulga quatro informações principais: os portugueses pagam mais impostos que os alemães, trabalham mais horas, têm menos tempo de férias e utilizaram parte dos fundos comunitários na compra de submarinos e automóveis de marca alemã".

A mensagem é muito idêntica ao filme que foi produzido para os finlandeses, quando este país do Norte da Europa ameaçou não aprovar o apoio financeiro a Portugal.

O filme não foi, contudo, transmitido num grande ecrã da praça Potsdam, em Berlim, porque segundo explicou Moita de Deus foi interpretado pela empresa responsável pelo ecrã como tendo uma mensagem política.

Os responsáveis da iniciativa estão agora a tentar a sua divulgação em outras praças da capital alemã.

Moita de Deus apresentou também um protesto junto do embaixador alemão em Lisboa.

"Choca-nos profundamente esta recusa em transmitir o filme que é indigna dos valores e princípios que estão na base da União Europeia. Mas, apesar desta recusa, é nosso propósito prosseguir com esta iniciativa e tudo faremos para que a mensagem do filme chegue ao seu destinatário", referiu no protesto Moita de Deus.

cm